quinta-feira, 31 de julho de 2014

Cubietruck como NAS

E aqui esta já a minha nova board ARM a funcionar. A Cubietruck aka "Cubieboard 3" que adquiri para substituir um dos meus RPi...


Não é que não esteja satisfeito com o Raspberry Pi que vinha mantendo nestes últimos dois anos como servidor aqui em casa. Ele fazia tudo, no entanto desagradava-me o facto de ser bastante lento nas transferências aqui dentro de casa. Limitações na rede samba e igualmente lento quando se tratava de copiar e sincronizar ficheiros e pastas por SSH com o Rsync. Algo que utilizo bastante nos meus backups, alias é o meu método favorito de backups.

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Como bloquear sites adultos no tablet Android das crianças?

Hoje em dia com os mais novos a terem acesso às novas tecnologias desde muito cedo torna-se vital a sua protecção também nestes meios tecnológicos. O que não é nada fácil diga-se com a cultura aberta e a filosofia sem barreiras da internet. Em relação ao navegador web, às pesquisas e ao bloqueio de sites impróprios para crianças. Podemos bloquear isso de um modo bastante fácil mesmo para quem não é dado a muitas invenções nos computadores e nos dispositivos moveis como os tablets Android.

O método que vós trago aqui é mudando os servidores DNS da vossa ligação web usando ao invés os DNS da OpenDNS com a protecção Family Shield.

A protecção Family Shield é totalmente grátis sendo actualizada varias vezes ao dia com endereços de novos sites que abrem diariamente. Não é uma protecção 100% segura (e existe alguma?) mas é algo que facilmente colocam em funcionamento no tablet Android do vosso filho.

terça-feira, 29 de julho de 2014

Masterpiece num remake!

Sou um pouco contra esta manobra de vender um jogo com pouco mais de um ano numa nova consola com os gráficos actualizados. Ainda para mais quando voltam a pedir mais de 50€ pelo jogo!! Vamos ser justos, isto é o mesmo jogo refeito visualmente. Como tal devia ser vendido por um preço entre os 20 a 30€... era o que eu pagava por ele. 

Não há duvidas que o The Last of Us é um jogaço, e a IGN na mais recente analise ao jogo, manteve a mesma pontuação da PS3 considerando-o há mesma uma obra-prima. O melhor jogo da PS3 é agora também o melhor jogo da PS4. Amanhã chega às lojas.

Mad Max: Fury Road (Trailer Comic-Con 2014)

O trailer do novo Mad Max e que trailer!! O velho Mad Max está de regresso para às novas gerações e com muitas razões para agradar aos conhecedores da saga do final dos anos 70 princípios dos anos 80. 

Visualmente parece um arrombo com uma cinematografia espectacular ainda com algum inevitável CGI pelo meio. Não podia ser de outra forma, não é verdade ? Foi filmado no deserto da Namíbia.

Há anos que oiço falar deste filme, a "careca" Charlize Theron igualmente há anos que é associada a este novo Mad Max. E agora um trailer completo antes da estreá só em Maio de 2015... é sinal que o filme está mais que completo e há eras... falta é imenso tempo para o vermos ;(

segunda-feira, 28 de julho de 2014

JDownloader num servidor sem monitor!

Na seguinte situação precisava de executar um programa que requer ambiente gráfico, mas num servidor sem monitor e sem o X activo.

Com o Xvfb que é um display virtual executado na memoria em conjunto com o X11vnc consegui isso utilizando poucos recursos da maquina que neste exemplo até ficou a rodar o bem mais pesado JDownloader em Java.

Este tutorial testei-o na minha nova Cubietruck com o Debian Wheezy. Deverá funcionar há mesma em outras maquinas Linux. Com o Debian, no Raspberry Pi e até porque não em alguns servidores, NAS e Routers onde seja possível instalar os pacotes de software necessários.


Fazendo de conta que já tenho o JDownloader instalado na maquina...

domingo, 27 de julho de 2014

Xbox One Skin : XBMC, HTPC e Steam Machine

Demonstração em video de um potente HTPC com Windows a correr o XBMC com um novo skin inspirado na Xbox One. O "setup" inclui a Steam com os jogos integrados também no XBMC entre outros serviços que não estão por cá disponíveis como o Netflix.

Bem eu tenho isto mas ao contrario... com a Steam Big Picture no boot do meu myHTPC 2 e com o XBMC lá integrado ;)

E vocês têm alguma coisa destas ?


Via (XBMC Forum)

Mad Max: Fury Road (Cartaz de Cinema)


terça-feira, 22 de julho de 2014

Dawn of the Planet of the Apes (2014)


Filme com macacos que é a sequela do filme de 2011, este uma prequela do original de 1968...

E nesta continuação tudo se passa 10 anos após os anteriores acontecimentos. Caesar o líder dos macacos vive com os outros símios na floresta pacificamente. A raça humana foi dizimada por uma chamada "gripe" símia e com poucos sobreviventes a viverem numa sociedade à espera de melhores dias. Mas para a restauração da energia numa cidade perto da floresta onde vive Caesar e os seus macacos mais evoluídos. Os humanos vão precisar de uma barragem que se situa precisamente nesse local. Os conflitos de parte a parte vão acontecer...

Falar deste filme é descrever o brilhantismo dos efeitos especiais e da captura de movimentos dos macacos... especialmente do Caesar. Esquecemos que eles não existem realmente, e depois todo o filme ou cerca de 80% dele é passado só com macacos e mais macacos. Brilhante também o macaco Koba que é uma das figuras principais da fita, tudo começa... toda a emoção deste filme começa realmente com ele!


Quanto a mim o filme só peca um pouco por uma sucessão de acontecimento "SPOILERS" que levam Caesar a encontrar ao acaso a casa onde cresceu! Assim como é logo a seguir que o filho deste encontra um humano na cidade quando às chances de isso acontecer eram muito poucas. Só mesmo nos filmes claro... e neste em que a evolução rápida dos macacos acontece fora de qualquer teoria de evolução das espécies de Charles Darwin.

Eu gostei mais do "Rise", mas este é um filme que recomendo e que confirma um excelente Verão de blockbusters. Com filmes destes ainda vamos ter cinemas por muitos e bons anos... ;)

segunda-feira, 21 de julho de 2014

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Need for Speed (2014)

Acabei de ver: Need for Speed (2014)

Mais um filme saído dos videojogos e dos carros de Need for Speed da Electronic Arts...

Normalmente este tipo de adaptações (Game-Movie) dá errado mas aqui neste Need for Speed até acho que a "coisa" foi bem feita! Claro que sabemos de antemão que não temos uma obra para recitar Shakespeare. O argumento é fraquinho e pouco preenchido em diálogos. Mas depois compensa nas corridas e na galhofa de algumas personagens com momentos bem divertidos e algum romance levezinho pelo meio. 

Às personagens essas estão totalmente entregues a um espírito de amizade e camaradagem que tornam o filme por vezes um pouco emocional na busca de injustiças, retribuições antigas e arrependimentos. Precisamente algo que acaba por me convencer sempre em filmes... ;)

A historia é centrada em Tobey Marshall e o seu grupo de amigos que corre para ganhar dinheiro. Um dos seus ex-amigos, sócio, rival, e agora inimigo e menino rico que lhes roubou a namorada, acaba traindo o Tobey numa corrida em que um terceiro amigo morre. Tobey é preso injustamente e depois de alguns anos acaba por sair em liberdade condicional só com uma coisa em mente... a justiça.

Sem grandes cenas de automóveis e perseguições que possam fazer historia, Need for Speed consegue há mesma criar um realismo na estrada muito bom à custa da ausência do CGI. Consegue até aproximar-se do videojogo que é no momento em que existem carros policia pelo meio das corridas e helicópteros nas perseguições ao longo das bonitas e vastas planícies.

Eu gostei e tomara por exemplo existir um Street Fighter em filme como este ;) 

terça-feira, 15 de julho de 2014

Transformers: Age of Extinction (2014)


Já sabemos que os filmes dos Transformers estão para continuar no cinema, Michael Bay iniciou nova trilogia com este Transformers Age of Extinction! E o resultado... estou surpreso e digo-o desde já que este é o melhor filme dos Transformers até agora!

Isto afinal não é dizer muito sabendo que efectivamente tivemos um segundo e um terceiro filme pouco equilibrado, longo e maçudo. Felizmente neste não fiquei com essa sensação e tudo decorre ao jeito de um grande blockbuster de cinema em que é entregue aquilo que esperamos.

No enredo tudo muda em relação ao anterior pois os Transformers incluindo os Autobots, são agora caçados pelos humanos. Depois há um inventor falido que ao acaso descobre um camião velho (Prime) com essa descoberta a coloca-lo a ele e à filha no centro da intriga juntamente com o governo e um outro mais secreto e maldoso Transformer.

Com um elenco novo e ainda mais minutos de filme (cerca de 165 minutos), Age of Extinction resulta muito melhor que às obras anteriores. Não existem exageros cómicos e com às inúmeras cenas de ação bem distribuídas numa apreciada contenção visual que faltou anteriormente. O Michael Bay esteve bem ;)

"When I was fixing you, I was just thinking of money, to take care of my family. You gotta have faith, Prime. Maybe not in who we are, but who we can be."

Mas francamente o que mais gostei/adorei neste filme foi outra vez da presença do Optimus Prime aqui bem reforçado pelo Mark Wahlberg. Eles juntos carregam o filme com um belo punhado de mensagens e lições de liderança de todo assinalável. E olhem que não sou o único a achar isso...


Sem conseguir atingir os picos de qualidade do ultimo X-Men (é outro campeonato), Age of Extinction é a mesma um dos grandes ou mesmo o maior blockbuster em números do Verão. Vale a pena verem no cinema, e é ainda melhor para testarem mais tarde no "dispendioso" Home-Cinema lá de casa ;)

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Raspberry Pi B+


Mesmas dimensões o mesmo preço memoria e processador!!! Mas agora com quatro portas USB 2.0 (capazes de alimentar a maioria dos discos USB externos). Única ficha de audio e video de 3.5mm, interface GPIO com 40 pinos, chip de som melhorado, e tudo com menor consumo de energia. Ainda o critico slot de cartões SD foi substituído nesta revisão por um Slot MicroSD com push ;)

Parece-me bem esta nova versão da "motherboard" do Pi, mantém-se barato e compatível com a enorme comunidade de projectos já existentes. A comprarem um Pi, é este modelo B+ que devem comprar ;)

Já deu para perceber que este simpático computador vai continuar a vender e vender durante muitos e largos anos. Vamos depois é ver se a fundação Raspberry Pi consegue ficar na liderança na altura que chegará em que este modelo terá que ser substituído por um completamente novo! O desafio será enorme... ;)

sábado, 12 de julho de 2014

AutoStart (Android)

No outro dia andei há procura de uma maneira simples de colocar alguns programas no arranque do Android. Precisava experimentar a ligação HDMI do meu velho tablet Aurora 2, em que o XBMC iniciava em "fullscreen" no arranque do sistema Android do tablet!

Acabei por descobrir este AutoStart na Play Store. Esta app não necessita "root" para colocar outras apps em arranque do Android. Bastante fácil de configurar e muito pratica de usar... E funcionou ;)


AutoStart na Google Play Store

quarta-feira, 2 de julho de 2014

AutoSubs (XBMC addons)

Há um novo addon no repositório oficial do XBMC! Trata-se de um addon para download automático de legendas sempre que o video em reprodução não tenha ainda legendas junto.


Chama-se AutoSubs e encontra-se no repositório oficial de addons do XBMC, na secção Service/Serviços. Este addon funciona em conjunto com os addons das legendas na versão mais recente do XBMC, o Gotham! 

Assim sempre que comecem a ver um video e caso esse video não tenha legendas, automaticamente o AutoSubs inicia o processo de pesquisa de legendas com base nos critérios definidos nos "settings" do XBMC. Isto tudo claro sem qualquer tipo de interação da nossa parte ;)


O AutoSubs possui ainda algumas opções de configuração para evitar por exemplo pesquisas de legendas em vídeos com menos de X minutos, ou excluir pesquisas em Streamings de Live TV e etc...


Sem duvida mais um addon bastante pratico e que vêm facilitar ainda mais a utilização do XBMC como principal software media center. Cada vez mais basta só carregar na tecla "PLAY" ;)

terça-feira, 1 de julho de 2014

Edge of Tomorrow (2014)

Acabei de ver: Edge of Tomorrow (2014)

Neste novo filme de ficção cientifica com o Tom Cruise, temos novamente uma historia de repetições diárias quando um inexperiente soldado (Cage/Tom Cruise) é apanhado por um "loop" temporal em que regressa sempre ao dia anterior cada vez que morre! E em cada regresso, Cage lembra-se sempre de tudo... das conversas com os colegas soldados, dos momentos passados e até da fatídica batalha em que ele acaba sempre por morrer... mas sempre cada vez mais tarde ao evitar às mortes que vai conhecendo ao longo das repetições.

A trama do filme pode parecer confusa inicialmente, mas esta muito bem montada e equilibrada com a obra a centrar-se toda ela nisto das viagens temporais. Não existe espaço para grande conhecimento de personagens nem para explicações ou objectivos da invasão alienígena que às tropas combatem!!! Posso dizer que o filme é um pouco "seco" em muitos e variados aspectos, ou que não aproveita tudo o que poderíamos pensar ao visualizar os trailers. Por exemplo os fatos mecânicos dos soldados são só para "embelezar" tipo cientificamente o filme. Nada de realmente importante é feito ou acontece com esses fatos que funcionam tipo como extras para enriquecer provavelmente e só o que vemos no ecrã!


Mas tenho que vós confessar falando agora um pouco em "SPOILERS", que a riqueza do filme reside no argumento muito bem encaixado nos inimigos aliens, o Omega e o Alfa! Estes explicam muito bem estas viagens e retrocessos temporais em que o Cage é apanhado. O filme nisto é EXCELENTE e certamente foi com base nesta ideia que os produtores disponibilizaram o dinheiro para a produção do filme ;)

Mas existem problemas à medida que o filme se aproxima da cena final onde tudo fica a meu ver muito mal explicado. Não percebi certos diálogos entre o Cage e a Rita (Emily Blunt) que acontecem e que depois não são aproveitados para o final do filme. Não sei se houve algum tipo de esquecimento no argumento se foi para me deixar completamente "seco" e há procura de respostas. Depois mesmo o ato final falha um pouco em acção com pouca tensão e que resultam num twist final muito fraco ;(

Depois de ver este Edge of Tomorrow e sabendo do óptimo consenso que o filme mantém, tenho que o achar demasiado sobrevalorizado! O Oblivion (filme anterior do Tom Cruise), mesmo com alguns problemas ganha muitos e muitos pontos a este Edge of Tomorrow.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...