domingo, 26 de julho de 2015

Wetek com OpenELEC


O OpenELEC adquiriu um novo parceiro, a Wetek. Esta nova parceria resulta já numa box Android suportada oficialmente pelo OpenELEC a um preço bem simpático de 99€ e com os portes incluídos!

A caixa, o hardware diga-se já é um pouco "datado" e ainda não oferece o suporte para HEVC H.265 que futuramente tudo indica será o formato rei do streaming na Internet. No entanto por agora e por 99€ esta Wetek que leva com o suporte oficial do OpenELEC é uma excelente opção na minha opinião. Comparado-a com o Raspberry 2 a diferença do preço é eliminada pela caixa, cabos, comando e sintonizador de TV que a Wetek já traz!!

As especificações :
  • Processador: AMLogic AML-8726 MX (2x Cortex A9 cores @ 1.5GHz); Mali MP400 GPU (OpenGL/ES 2.0, OpenCL 1.1)
  • Memória: 1GB DDR3 RAM
  • Armazenamento: 4GB NAND flash
  • Conectividade: WiFi 802.11b/g/n 2.4GHz; Ethernet 10/100; Bluetooth 4.0; Infravermelhos; Rádio Frequências (com módulo de deteção de movimentos); DVB-S2; DVB-T/T2/C; ATSC (over-the-air)
  • Portas: 4x USB 2.0 host (3x externas); MicroSD slot; HDMI; Optical audio SPDIF out; A/V output; Serial debug
  • Corrente: DC
  • Dimenções: 180 x 125 x 36mm
  • Sistema Operativo — OpenELEC Linux com Kodi pré-instalado
  • Extras incluídos: comando; cabos


domingo, 19 de julho de 2015

Este promete!

domingo, 12 de julho de 2015

Jurassic World (2015)

Se existe algo que aprecio num bom filme de verão, é a capacidade desse ser capaz de criar cenas cômicas inteligentemente disfarçadas e bem enroladas nos diálogos do filme!! Jurassic World é um desses raros exemplos - um blockbuster remake "anormal" nos dias que correm...

Dirigido com mestria por Colin Trevorrow, Jurassic World é um filme tão surpreendente como o são os seus resultados de bilheteira. Já esta dentro do TOP5 de bilheteira mundial de sempre!!! E quanto a mim bem merecido - pois é divertido e funciona muito bem para ser visualizado em família.

Para quem vi o trailer e viu aqueles dinossauros "domesticados" a correrem ao lado da moto e pensou mas que raio... até isso funcionou bem, e sem ter aquele copo de água a tremer no tablier do carro. Jurassic World têm outras cenas que não envergonham em nada o original. E o que ainda o valoriza mais é que hoje em dia os putos são mais difíceis de impressionar que os de 1993. Ah pois é...

A ilha esta agora transformada num belo parque temático que recebe milhares de visitantes mas que mesmo assim têm vindo a cair ano após ano em numero de visitantes. É preciso apresentar novidades e os engenheiros de parque resolveram criar um dinossauro com mais dentes que um T-REX, o gigante Indominus Rex. Este "pouco" simpático dinossauro depressa fica livre na ilha pondo em perigo os seus 20.000 visitantes!!

Jurassic World pode dizer-que é um filme de personagens, os dinossauros e os humanos. A dupla principal esta no ponto e é difícil imaginar melhor escolha que Chris Pratt e Bryce Dallas Howard. Se ele já sabemos que vai andar na ecrã principal durante os próximos anos... é ela que mais surpreende em saltos altos a correr à frente de um T-REX. A personagem Claire esta "deliciosa" no filme sendo ela que mais evolui também - desde uma atarefada e descuidada tia que gere os números do parque, até ao de uma mulher que acabará por enfrentar e resolver os maiores perigos no parque. Eu cá não vou esquecer este Claire tão cedo... e vocês ?


São sobretudo estas personagens que espantam talvez mais que os próprios dinossauros... é que hoje em dia dinossauros já vemos em todo o lado ;)

domingo, 5 de julho de 2015

Terminator Genisys (2015)

Acabei de ver: Terminator Genisys (2015)

Entrei na sala com as expectativas baixas e ainda mesmo assim deu para sair desiludido! Duas horas de filme passadas em três épocas diferentes com muitos Exterminadores à pancada num vamos aqui e acolá passado em "Fast-Forward".

Genisys é um filme que funciona como reboot da saga do Exterminador Implacável. Nele assistimos a chegada de Kyle Reese para proteger Sarah Connor, a futura mãe do salvador da humanidade. Mas quando Reese "aterra" em 1984, encontra uma Sarah Connor que já sabe da sua chegada e já conhece toda a historia que este têm para contar.

No elenco temos o regresso de Arnold ao papel que o tornou famoso. E ficou-lhes bem mais uma vez sendo responsável por um bom par de cenas cômicas. E ainda com a "desculpa" bem metida de a pele humana do T-800 envelhecer trazendo-o para a ribalta em mais um filme do Exterminador tantos anos depois. Do resto do elenco, o actor que faz de Reese e a atriz que faz de Sarah tinham um desafio complicado para substituir Biehn e Hamilton do original. Esse filme de 1984 é uma bela historia de amor que estes dois novos atores representam de forma tão desastrada.


Já o herói John Connor é representado por um mais competente Jason Clarke. Mas aqui o problema é que já não sei descrever o  John Connor que imaginei no filme de 1984 e que vi do filme de 1991. No T3 tínhamos um envergonhado John, no T4 um John secundário, e neste temos agora um John que não é o messias mas sim o vilão!! Para mim já chega... e não gostei nada deste "twist" senhor James Cameron que como sabe sou fã dos seus filmes.

Depois e voltando há rapidez como tudo se passa em Genisys (Que é feito da calma com que o Robert Patrick sovava o Arnold em 91?) temos muitas, tantas coisas também desnecessárias. Bem o revisitar de cenas e lugares dos originais ainda se desculpa, mas aquele confronto entre os dois "Terminators iguais" simplesmente só serve para mostrar efeitos especiais e tinha-se evitado tal como acabou com um dos "Terminators" abatido ao longe. Afinal tantos anos há espera... e não se planeia nada bem dentro e fora do filme. Ohh gooood ;(

Genisys é um filme completamente atropelado por viagens no tempo, efeitos especiais e cenas de ação rápidas com montes de Exterminadores que pouco sentido trazem ao argumento já por si tão confuso de perceber - Ao menos o T3 ainda teve um cena de ação épica com aquele camião grua que ainda hoje nos lembramos... ;)

Por favor já chega de Terminators! Em jeito de recado para às novas gerações que vão ao cinema, a minha opinião e que devem evitar tudo e ver só os originais de 84 e 91. Acho que deste Genisys só me vou lembrar disto.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...