quarta-feira, 28 de novembro de 2012

XBMC com OpenELEC no Raspberry Pi: Tudo o que precisa saber

Neste artigo vou descrever todos os passos para retirar o melhor do pequeno Raspberry Pi aproveitando este fantástico Gadget como um "potente" Media Center de 35 dólares! 

Para isso vou usar o software XBMC através da distribuição OpenELEC, que é sem duvida a escolha ideal para quem quer usar uma maquina dedicada só para rodar o XBMC. Pois estes dois softwares completam-se um ao outro!


Este artigo será bastante direto e além de grande... será um espécie de Wiki em que vou adicionando-lhes passos para tirar o melhor do OpenELEC no RPi. Sempre que lhes adicione uma secção/passo deixarei um comentário no artigo com essa informação. 

Por isso mesmo se estiverem interessados em saber tudo sobre o XBMC no Raspberry Pi com o OpenELEC recomendo a que subscrevam desde já este artigo ;)


Passo 1 - Material necessário:
  • Raspberry Pi Model B 512MB (ou o modelo de 256MB)
  • Cartão de memoria SD  (minimo de 2GB, preferência para Class 10)
  • Transformador de corrente Micro USB EU 5V 1.0A
Opcional:
  • Caixa para o Raspberry Pi
  • HUB USB 2.0 com transformador de corrente
  • Rato e Teclado
  • Placa de TV USB
  • Cabo de rede Ethernet
  • USB Adaptador Wireless
  • USB Adaptador Bluetooth
Passo 2 - Download da Distribuição OpenElec para o Raspberry Pi:

Na pagina oficial do projeto OpenELEC (escolher a versão para o RPi: Stable ou Beta): Link

Versões oficiais .IMG para instalar através de computadores com Windows - Link

Alternativas:

Versões oficiais compiladas diariamente : Link
Versões NÃO oficiais compiladas diariamente: Link
Versões NÃO oficiais compiladas pelo Rbej : Link

Às versões do Rbej possuem algumas alterações como o uso de swap, um esquema de buffer diferente, e sempre com às ultimas atualizações e progressos de todo o sistema OpenELEC/XBMC.

Passo 3 - Gravar OpenElec no cartão de memoria SD:

Num computador linux:

sudo ./create_sdcard /dev/sdX

Depois de extraírem o ficheiro .tar.bz2, entrem dentro da pasta e executem o seguinte comando:
Nota: sdX será a identificação do cartão SD. Verifiquem primeiro com o comando mount ou com o comando df qual foi a letra atribuída ao cartão pelo sistema operativo (ex: sdc, sdf)

Num computador com Windows:

Efetuar o download de uma versão .IMG, extrair esse ficheiro zipado e gravar a imagem no cartão SD com um utilitário como o Win32 Disk Imager - Link

Após este passo o cartão SD fica pronto a colocar e a usar no Raspberry Pi com OpenELEC

Passo 4 - Aceder ao OpenElec por SSH:

Com o OpenELEC ligado a rede de casa podemos aceder ao sistema por SSH que vêm ativado por defeito na distribuição. O username de acesso é root, a password é openelec

Num computador com linux digite na consola:

ssh root@ip_do_raspberry

Num computador com Windows:

Precisam de um cliente de acesso como o Putty - Link

Depois é colocarem o IP do Raspberry, a porta que é a 22 selecionando o modo de ligação SSH

O user é root, a password é openelec

O IP do Raspberry pode ser visto no XBMC no menu do Sistema/Info do sistema:


Passo 5 - Instalar Addons do repo OpenElec:

No OpenELEC a instalação de pacotes adicionais é feita por intermédio dos addons do XBMC. Esses addons precisam estar disponíveis através de repositórios oficiais ou não oficiais do OpenELEC. 

Acedendo ao menu Configurações/Add-ons dispomos logo de dois repositórios de addons já pré-instalados. O oficial do XBMC.org, e o oficial do OpenELEC para o RPi:


E entrando no OpenELEC Mediacenter OS Add-ons/Add-ons de Programas dispomos de algumas aplicações que podemos adicionar ao sistema. Basta clicar na aplicação e selecionar instalar:


Recomendo desde logo a instalarem o editor Nano que fará falta nos passos seguintes...

Passo 6 - Editar ficheiro advancedsettings.xml do XBMC:

EDIT: (19/03/13) - Mais recentemente este ficheiro já se encontra no próprio sistema do OpenELEC com às definições recomendadas não sendo por isso necessário criarem outro na pasta userdata. Este passo torna-se por isso desnecessário. Ou é só necessário para o caso de querem alterar alguma definição do sistema, ou adicionarem algo como a biblioteca MySQL partilhada!

EDIT: (23/12/13) - Atenção que existe alguns addons de stream web que alteram o ficheiro. Isto nem sempre é bom, e no caso do RPi pode levar a problemas e a bloqueios. Antes de correrem algum addon novo verifiquem nas configurações desse addon se ele altera o ficheiro. Normalmente dá para ativar ou desativar essa função.

Precisamos criar este ficheiro e acendendo ao OpenELEC por SSH (Passo 4):

nano .xbmc/userdata/advancedsettings.xml

 Copiem e colem o seguinte caso usem biblioteca partilhada MySQL:

<advancedsettings>
    <videodatabase>
        <type>mysql</type>
        <host>***.***.***.***</host>
        <port>3306</port>
        <user>xbmc</user>
        <pass>xbmc</pass>
    </videodatabase> 

    <musicdatabase>
        <type>mysql</type>
        <host>***.***.***.***</host>
        <port>3306</port>
        <user>xbmc</user>
        <pass>xbmc</pass>
    </musicdatabase>

     <videolibrary>
          <importwatchedstate>true</importwatchedstate>
     </videolibrary>
</advancedsettings>

Em "HOST" precisam substitui ***.***.***.*** pelo IP da maquina onde roda o vosso MySQL Server!

Passo 7 - Acesso a redes samba no OpenElec:

No OpenELEC a rede samba já se encontra ativa por defeito com varias pastas que estão acessíveis através de qualquer computador na rede e em ligações de rede:


Por defeito não existe qualquer password de acesso, existindo também permissões de leitura e escrita. Com isto por exemplo pode-se efetuar alterações na pasta userdata ou na pasta configfiles através da rede samba evitando o uso de uma ligação em modo consola por SSH

Passo 8 - Editar ficheiro Config.txt. Overclock e Modo Turbo:

A partição fat32 (/flash) no cartão SD é montada pelo OpenELEC em modo só de leitura. Esta partição contém os ficheiros necessários para o arranque do RPi e para alterarmos alguma coisa temos que a montar com permissão de escrita...

Acendendo ao OpenELEC por SSH (Passo 4):

mount -o remount,rw /flash

E já podemos alterar o ficheiro config.txt com algumas opções que vão permitir tirar mais rendimento do pequeno RPi com o OpenELEC:

nano /flash/config.txt

E com o ficheiro aberto podemos ver que algumas descrições em Inglês das configurações... Mas passando um pouco à frente eis os "settings" que recomendo e que têm funcionando bastante bem no meu RPi: (gpu_men=100 para os RPi com apenas 256MB)

gpu_men=128 
arm_freq=900
core_freq=333
sdram_freq=450  
over_voltage=2
force_turbo=0
initial_turbo=30

E explicando as escolhas...O XBMC precisa de 128MB dedicados para o GPU, no Overclock uso o modo Medium, a opção "force_turbo=0" para permitir que o RPi ajuste a frequência do processador conforme o uso. Finalmente a opção "initial_turbo=30" é uma opção para evitar erros nos cartão que resultam algumas vezes com o modo overclock ativado. 

CTRL+X Fecha-se o editor Nano gravando com Y ou S as alterações.

No ficheiro as escolhas são ativadas se retirarmos o símbolo # que se encontra na inicio da linha de cada opção. Os modos de Overclock são escolhido conforme a tabela (ver imagem seguinte):


Os modos de Overclock não são possíveis em todos os RPi. Por exemplo nunca consegui usar o modo de turbo nos meus dois Raspberrys. Mas o modo Medium e até o Modo High funcionam muito bem. Na opção "force_turbo=0" se colocarem igual a 1, o modo overclock escolhido fica ajustado sempre ao máximo não havendo qualquer ajuste dinâmico. Com esta ultima opção a temperatura do RPi pode subir bastante e vocês podem perder a garantia do Raspberry.


Esta edição do ficheiro config.txt mais a edição do ficheiro advancedsettings.xml (Passo 6 e 8) disparam a performance do RPi com o OpenELEC sendo totalmente recomendado que o façam como expliquei.

Passo 9 - Atualizações e Upgrades do OpenElec:

Existem diversos modos para atualizarmos o OpenELEC, mas por agora vou deixar apenas duas opções para "upgrades fáceis".

Um backup da pasta USERDATA (Passo 7) antes do update, é uma boa ideia de modo a que ficam com toda a configuração do XBMC a salvo para o caso de algo correr menos bem.

1 - Este primeiro modo é recomendado para qualquer distribuição do OpenELEC. Basta efetuarem o download de uma nova versão (pacote com extensão .tar.bz2). Extraírem esse ficheiro e dentro da pasta TARGET, copiem o seu conteúdo para a pasta UPDATE do OpenELEC através da rede Samba. (Passo 7). 
Neste modo podem fazer upgrades e downgrades bastando para isso copiarem só os ficheiros kernel, kernel.md5, system, system.md5 entre as pastas. 

Nota que para extrair o ficheiro .tar.bz2 no Windows precisam do 7Zip.

2 - A segunda opção é por intermédio de um script que é executado no OpenELEC e que instala "night builds" oficiais para o RPi. Nesta opção têm que efetuar login no OpenELEC por SSH:

Download do script:

curl https://raw.github.com/xsteadfastx/rpi-openelec-upgrade/master/update.sh > update.sh

O script é executável:

chmod +x update.sh

Sempre que quiserem atualizar o sistema para um versão night oficial basta:

./update.sh

Passo 10 - Comando Remoto para controlar o OpenElec:

E para controlo remoto do OpenELEC existem muitas e muitas opções das quais destaco:

1 - CEClibCEC - Através do próprio comando da TV!!!! O RPi têm que estar ligado ao LCD por HDMI. E o LCD/TV precisa ser compatível com a especificação. Essa compatibilidade é enorme nos modelos mais recentes. No meu Plasma LG de 2010 o libCEC funciona muito bem ;)

No XBMC para configurar algumas opções do libCEC é em (Configurações/Sistema/Dispositivos/Periféricos)


2 - Por intermédio de aplicações de terceiros para Android e iOS. Existem imensos clientes para o efeito e numa pesquisa pelos mercados de aplicações encontram por exemplo estes:


3 - Um qualquer Windows MCE Remote funciona também muito bem out-of-the-box.

4 - O tradicional rato e teclado ;)

5 - Por comandos das consolas....Wii-Remote, Xbox360, PS3, e etc. Alguns destes comandos precisam de um adaptador bluetooth ligado ao RPi e também algumas configurações adicionais.

6 - Ou estes comandos baratuchos da DX também são muito bons.

Passo 11 - Temas (Skins) e ajustes recomendados:

 O tema instalado por defeito (Confluence) deverá ser o escolhido por a mair parte dos utilizadores do XBMC. É o skin mais equilibrado, usa às melhores ideias de outros skins e consegue ter uma performance bastante razoável no RPi.

No XBMC e na configuração do Confluence podemos efetuar algumas alterações para tornar a navegação pelos menos ainda mais rápida:

1 - Nas opções do Skin desativar a fanart no ecrã
2 - Desativar a informação do tempo e as RSS Feeds

Mas podemos escolher outros temas (skins) mais leves para usar em detrimento do Confluence:

Quartz - Este tema é super rápido, é baseado no interface da Apple TV2.


Quartz Reloaded - Tema desenvolvido pelo autor de Quartz mas misturando ideias do skin Aeon.


Slik - Tema desenvolvido pelo Jezz_X. Muito leve e com excelentes recursos no RPi.


ACE - É provavelmente o mais completo skin que podem utilizar no RPi, é o mais recente skin de MarcusQui. Encontra-no no repositório oficial do XBMC, experimentem ;)


Ou ainda outros temas como o reFocus BIG, Metropolis, Xperience1080.. etc. Aqui a regra é que devem evitar temas mais pesados como o Aeon NOX.

Qualquer um destes temas pode ser instalado a partir da secção addons utilizando diretamente o ficheiro zip (Instalar a partir do ficheiro ZIP) ou através dos Repositórios (Descarregar addons)

Passo 12 - OpenElec nos RPi de 512MB ou em Discos USB:

Com os novos RPi a saírem de fabrica com 512MB de ram o OpenElec pode correr a partir da RAM tornando o sistema mais rápido de usar com os acessos incomparavelmente mais rápidos na memoria do que em qualquer cartão SD.

Esta funcionalidade apareceu pela primeira vez na versão r12577 do OpenElec em finais de Novembro de 2012. No boot do RPi o ficheiro SYSTEM da partição FAT é copiado para a RAM e todo o sistema roda na memoria RAM do RPi. O boot demora cerca de 30 segundos mas todas as definições e addons instalados permanecem no cartão SD,

Caso tenham um RPi de 512MB o OpenElec por defeito usa desde logo essa funcionalidade não sendo preciso nenhuma configuração extra. No RPi de primeira geração (256MB de ram) não é possível beneficiar desta função já que o ficheiro SYSTEM ocupa cerca de 90 MB da memoria RAM. O OpenElec corre automaticamente no cartão nos RPi de 256MB e na RAM nos modelos de 512MB!

Pode-se é desativar esta funcionalidade para os RPi de 512MB (Não recomendado) editando o ficheiro cmdline.txt:

mount -o remount,rw /flash

nano /flash/cmdline.txt

e adicionem noram no final da primeira linha e salvem o ficheiro:


Depois de um reboot podem confirmar acedendo por SSH em /dev se existe ou não um ficheiro chamado de SYSTEM. Se sim o sistema corre na RAM, senão existe então o sistema corre no cartão SD.

Outra opção que podem usar agora tanto nos RPi de 256MB como de 512MB é utilizar um disco USB para correr parte do OpenElec como os addons e às configurações beneficiando do maior espaço e rapidez de acesso de um disco rígido.

Para usarem é preciso um disco rígido ou uma partição formatada em ext4... deverá funcionar também com ext2 ou ext3. Para isso alteramos o mesmo ficheiro cmdline.txt substituindo disk=/dev/mmcblk0p2 por disk=/dev/sda1 onde sda1 é a partição ext4.

Antes desta alteração convém ligar o disco ao RPi e acedendo por SSH com o comando df ou dmesg devém tirar como nota a letra de montagem da partição/disco para depois adicionarem há configuração. "Ex: sda1, sdb, sdc1"

Com o sistema na ram e a configuração no disco rígido, preparem-se que o RPi vai começar a voar...

EDIT (09-03-2014) Método mais fácil de arranque por USB, ver aqui.

Passo 13 - Arranque do OpenELEC através de redes NFS:

Ao invés de usarmos um cartão SD ou algum dispositivo USB com o sistema do OpenELEC, podemos colocar tudo na rede e efectuar o arranque do OpenELEC por NFS.

Esta opção é pois para quem usa um NAS, ou um outro qualquer sistema de rede que tenha já um servidor de ficheiros NFS configurado. É uma opção boa e fiável para quem gosta de deixar tudo junto na rede e que até pode incluir vários RPi/OpenELEC no mesmo local/configuração.

Para isso basta editarem o ficheiro (cmdline.txt) que se encontra na partição FAT32 do vosso SDCard com os seguintes dados (têm que ficar tudo numa única linha dentro do ficheiro):

ip=dhcp boot=NFS=192.168.1.101:/media/USB/NFS/OpenELEC/System/ disk=NFS=192.168.1.101:/media/USB/NFS/OpenELEC/Storage/ ssh quiet smsc95xx.turbo_mode=N

Explicando melhor adiciono o IP do servidor NFS e os caminhos das pastas. A pasta SYSTEM e a pasta STORAGE:

Dentro da pasta SYSTEM é só largarem lá o ficheiro SYSTEM do OpenELEC. Já na pasta STORAGE é lá que ficam os addons e todas às outras definições tal como antes acontecia na partição storage do cartão SD.

No cartão basta ficar a partição FAT32 com os seguintes ficheiros mais a alteração (cmdline.txt):



Ainda como nota deixo a minha configuração do meu servidor NFS e do ficheiro "exports" (etc/exports). 

Tudo fica separado em duas linhas, uma com a informação da montagem SYSTEM (ro = só de leitura) e a outra para respectiva STORAGE (rw =leitura e escrita)

/media/USB/NFS/OpenELEC/System/ 192.168.1.101/255.255.255.0(ro,async,no_root_squash,no_all_squash,no_subtree_check)

/media/USB/NFS/OpenELEC/Storage/ 192.168.1.101/255.255.255.0(rw,async,no_root_squash,no_all_squash,no_subtree_check)

Passo 14 - Desactivar a Password SSH, ideal para acessos remotos:

Ver aqui (Dica fundamental para gerir sistemas OpenELEC remotos em total segurança, isto se quiserem ajudar os vossos amigos mais "enrascados" )

82 comentários:

  1. Adicionei mais 3 passos:

    Passo 5 - Instalar Addons do repo OpenELEC
    Passo 6 - Editar ficheiro advancedsettings.xml do XBMC
    Passo 7 - Acesso a redes samba no OpenELEC

    ResponderEliminar
  2. Nuno tas fixe? qual e a diferenca entre o xbmc no openlec e no raspbmc?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá

      Bem o OpenELEC é uma distro que não permite a instalação de pacotes nem alterações no sistema como o Raspbmc.

      E desenvolvida por uma grande comunidade de entusiastas do próprio XBMC, já existe há alguns anos, e vai continuar a existir só para o XBMC.

      Uma das "novas" funcionalidades do OpenELEC no RPi (512mb) é a possibilidade de correr o sistema na RAM. Isto trás imensas vantagens como deves de calcular ;)

      Eliminar
  3. Adicionado:

    Passo 8 - Editar ficheiro Config.txt. Overclock e Modo Turbo:

    O OpenELEC agora nunca foi tão rápido ;)

    ResponderEliminar
  4. Mais dois passos adicionados:

    Passo 9 - Atualizações e Upgrades do OpenELEC:
    Passo 10 - Comando Remoto para controlar o OpenELEC:

    ResponderEliminar
  5. Mais dois passos... nestes fugi um pouco a questão mais direta de tornar simples este artigo explicando um pouco mais as alterações.

    Passo 11 - Temas (Skins) e ajustes recomendados:
    Passo 12 - OpenElec nos RPi de 512MB ou em Discos USB:

    ResponderEliminar
  6. oI Nuno como tas, hoje o meu raspm
    bc nao arrancou disse no ecran panic... error nao sei das quantas.vou tentar instalar o openelec , no open elec da para instalar o transmission?

    ResponderEliminar
  7. Olá

    Dá sim, e de um modo muito mais fácil através do próprio XBMC, nos settings e nos addons a partir do Repositório do OpenELEC.

    ResponderEliminar
  8. Para este artigo ter mesmo tudo o que preciso saber falta explicar como substituo o ficheiro librtmp.so.0

    Por mais voltas que dê aparece sempre:

    librtmp.so.0: Read-Only file system

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois o OpenELEC é uma distro fechada a alterações. Apenas podemos fazer algumas alterações dentro da pasta .config através de scripts para algumas alterações.

      Eu uso alguns addons que usam esse ficheiro com o SportDevil e não tenho problemas!

      Eliminar
    2. Isso quer dizer que não consigo ver
      http://fightnightaddons.atwebpages.com/
      no Openelec? É que só substituindo o ficheiro librtmp.so.0 é que funciona... :-(

      Eliminar
    3. Experimenta uma das build do rbej:

      http://forum.xbmc.org/showthread.php?tid=140518&pid=1401719#pid1401719

      Não sei se funciona, mas depois diz ;)

      Eliminar
    4. Bom. Só tenho uma coisa a dizer. ÉS O MAIOR... LOL
      De facto aqui está tudo o que preciso saber sobre o Openelec.
      Instalei o último build do rbej e o addon da TV Portuguesa ficou a funcionar a 100% sem precisar de fazer mais nada.
      Muito Obrigado.

      Eliminar
  9. Muito bom post, alias ganda blog......
    Agradecia que me informasses se posso instalar o mame arcade no openelec.
    Caso afirmativo, favor dizer os passos a seguir já que sou muito verde nestas andanças.
    Muito obrigado e continua o exelente trabalho

    Filnirv
    http://aloblabla.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Noutras versões do OpenELEC para arquitecturas x86/x64 é possível instalar vários emuladores (não me lembro do mame) através dos addons.

      No Raspberry não existe ainda nada e também não será fácil aparecer alguma coisa devido ao fraco desempenho do RPi.

      Agora existe uma thread no forum do XBMC que passa por integrar emuladores diretamente no XBMC. Coisa que poderá fazer parte do XBMC futuramente, mas não para já!!!

      http://forum.xbmc.org/showthread.php?tid=146711

      Nesse link existe muita informação, e também algumas builds descarregáveis para testar ;)

      Eliminar
    2. e o mame4all? funciona bem? alguma hipotese de instalar no openelec?

      http://cria-o-teu-avatar.blogspot.pt/2013/03/mame4all-no-raspberry-pi.html

      fica bem

      Eliminar
    3. O OpenELEC é uma distro fechada a alterações e a instalação de pacotes.

      É possível instalar extras mas sempre como addons do xbmc.Para isso é preciso alguém compilar o mame4all para o OpenELEC ou disponibilizar o respectivo addon.

      O mame4All esta na loja de aplicações do rpi no Raspbian. Já experimentei e funciona muito bem.

      Eliminar
    4. O XBMC funciona bem no raspbian?
      Pode-se instalar todos os addons? Sportdevil, tv portuguesa etc....

      Eliminar
  10. Respostas
    1. OpenELEC é mesmo para só rodar o XBMC, por isso parece-me a escolha certa.

      Existem outras distro para o RPi dedicadas tal como o OpenELEC para correrem o XBMC. Mas eu não posso falar delas já que só tenho olhos para o OpenELEC ;)

      Eliminar
  11. Nuno eu no raspbmc sabia, mas perdi os meus favouritos onde tinha um tutorial para gravar os filmes que eram sacados do transmission.
    Se fizeres o favor, diz me como e que eu escolho a directoria para gravar os filmes na pasta COMPLETOS que tenho no meu disco atraves do openelec.

    obrigado

    ResponderEliminar
  12. Mais um passo adicionado:

    Passo 13 - Arranque do OpenELEC através de redes NFS:

    No passo 6 retirei às instruções para alterar o ficheiro advancedsettings.xml porque essas já fazem parte mesmo do sistema OpenELEC. Só é necessário caso queiram alterar algum definição ou adicionarem-lhes alguma outra como a biblioteca mysql partilhada.

    ResponderEliminar
  13. Da para fazer o download de torrents tendo o openlec instalado? Se sim como?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vais aos addons no XBMC, e no repositório do OpenELEC, em serviços, instalas o Transmission.

      O endereço de pois é http://ip_do_raspberry/9091

      Eliminar
    2. Que configurações é que coloco?

      Aquilo pede host name:

      Um utilizador e e pass e eu nao sei o que deva colocar

      Eliminar
    3. Deixa as definições padrão, e isto para começar...

      Para configurares melhor, para adicionar e remover torrents, etc...podes usar um programa no tablet, no smartphone ou até no windows. Procura por transmission remote-control/gui que logo vês como funcionar ;)

      Eliminar
    4. Ok, deixando as definições padrão aquilo não liga, e vai parar às definições do que podera ser?

      Eliminar
  14. Já te ligas-te ao interface web pelo endereço ip_do_rpi:9091 ?

    Verifica se o addon esta "Activo" /XBMC/addons instalados / serviços e podes activar ou desactivar o addon.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estava a por / em vez : . Já funciona, obrigado

      Eliminar
  15. Estou com 1 problema na minha instalacao. Saco o Openelec e corro o create_sdcard.

    Coloco o cartao no rpi e ele corre sem problemas. Mas se desligar entao nunca mais volta a arrancar. Nao da erro nenhum, apenas nao faz boot.

    Alguma ideia do que podera ser?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando desligas o RPi com o OpenELEC/XBMC a primeira vez ele já não arranca, certo ?

      Tive em tempos alguns problemas parecidos por causa da alimentação do Pi.

      Deixa-o ligado e espera uns bons minutos a ver se ele liga, ou melhor experimenta mudar o transformador ou o cabo usb ligado-o a outra fonte (LCD ou PC, etc)

      Eliminar
  16. É estranho ser alimentação.. uso um adaptador micro-usb comprada na inmotion marcada como sendo 1.2A.

    De qq maneira, tentei outros metodos e adaptadores e nicles na mesma.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tentas-te noutra tomada eletrica ?

      Pode parecer ainda mais estranho, mas o meu demorava seis minutos com a luz vermelha só depois arrancava. Isto a mim acontecia-me sempre que alterava o ficheiro config.txt

      Vim a descobrir que era da alimentação do pi, não dos cabos mas da tomada e de um protector de picos da trust em que ligava o rpi.

      Eliminar
  17. as builds do rebj nao estão com extensão img, qual o procedimento para instalar via windows com o win32diskimager?

    ResponderEliminar
  18. Instalei uma imagem oficial do openelec num microsd de 4gb. Apos instalação fiquei sem espaço no cartão!!!!!!!!!! somente 100MB onde está o resto do espaço? já que preciso dele para colocar algumas skins e addons em formato zip.
    Obrigado pela ajuda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois para windows tens que usar o ficheiro .img, e convém escolheres um do tamanho do cartão SD a usar. Caso contrario tens que alterar a partição no cartão com um utilitário para o efeito.

      Para actualizares para às builds do rebj ou para outras e estou a ver que não utilizas Linux, vê melhor o PASSO 9, primeiro modo ;)

      Eliminar
    2. Qual o ficheiro para tamanho de 4GB? ou qual o programa para alterar a particao
      Obrigado

      Eliminar
    3. Parece-me que é mais fácil usares uma distro Linux (Ubuntu LiveCD) para criares um cartão sdcard com o OpenELEC usando os passos que já descrevi.

      Eliminar
  19. Qualquer pen wifi funciona no raspberry?

    ResponderEliminar
  20. antes de mais obrigado por este tutorial.
    o openelec suporta emule, se sim funciona bem?
    obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desconheço essa possibilidade...

      Eliminar
    2. Boa noite.
      Alguém poderia explicar-me como faço para instalar uma versão do Openelec NÃO oficial do Openelec compilada pelo Rbej?
      É que fiz o download do ficheiro ms não se trata de uma imagem para se copiar para o cartão com o win32 Disk Imager. Já agora, haverá alguém que me possa indicar também se é possível saber que alterações existem nestas versões em relação às versões originais (estava interessado nas alterações referentes ao ficheiro librtmp, por exemplo)?
      Obrigado pela atenção e paciência.

      Eliminar
    3. Já respondi nos comentários a uma questão idêntica...

      Depois de teres um sdcard funcional com o OpenELEC, basta largares os ficheiros dentro da pasta update pela rede. Vê o passo 9.

      Podes fazer isso com upgrades e downgrades sem problemas ;)

      Quanto a segunda questão é melhor procurares a resposta no xbmc forum e no tópico referente a isso.

      Eliminar
  21. Boas

    Nao a maneira de colocar o transmission a funcionar no openelec.
    Instalei o transmiision atraves de ficheiro zip visto que pelo reposito openelc crashava
    a versao zip é 2.1.4.

    Podes postar um pq tuto se faz favor

    Obrigado

    ResponderEliminar
  22. Qual a vantagem do raspmc relativamente ao openelec?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez a possibilidade de instalar aplicações sem ser por meio de addons como no OpenELEC.

      Eliminar
  23. Ola...
    Tenho dois Raspi sendo que um na sala com openelec(1) e outro no quarto de comidas(2) . Gostaria de colocar os filmes no (2) e do (1) acassistir os filmes colocados no (2). Gostaria de saber como configuro.
    Grato,
    Luis

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ambos com o OpenELEC e não precisas configurar nada. Basta largares os vídeos dentro de uma pasta do OpenELEC (1) Pode ser a pasta que diz videos ;)

      Depois no OpenELEC (2) basta ires ao menu video/ficheiros e adiciona um novo local. Procura nas redes samba (SMB) que encontras o OpenELEC (1) e adicionas a pasta dos vídeos.

      Existe também uma pasta que diz Media, nessa pasta aparece o conteudo de uma penusb ou de um disco externo que ligues ao OpenELEC.

      Podes fazes isso com ambos, para colocares password de acesso vêm no menu do addon OpenELEC Settings.

      Eliminar
  24. Olah Nuno ...
    A dica que vc me passou foi otima, obrigado...
    Os meus Raspis sao os das versao B de 512 com IP's fixos.

    Como disse coloquei os filmes no Raspi1 e acesso os filmes no Raspi2 .
    Tenho alguns probleminhas....

    1)O Raspi2 fica com a porcentagem da CPU em quase todo instante a 100%, como posso diminuir isto ?

    2)O acesso ao Samba do Raspi2 para o Raspi 1 eh demorado muito lento e as vezes preciso reiniciar o Raspi 1 para o compartilhamento funcionar, existe uma maneira de melhorar ?
    Tem como montar um disco remoto ?
    3)Gostaria que o Raspi2 tivesse o arranque do OpenELEC através da rede, como posso fazer isso? nao tenho o NFS instalado (acredito eu ).

    Agradeco muito pela ajuda :-)
    Luis Ferreira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 1 - CPU a 100% isso é normal a veres na skin e nos settings do xbmc. Mas a ver vídeos a percentagem do cpu até baixa... tenta usar outro skin, ou usar os modos de overclok, mas não esperes milagres ;)

      2 - Nunca tive esses problemas, mas é verdade também que nunca experimentei a partir do openelec. Uso às redes samba num RPi que tenho só para isso. Sem OpenELEC/XBMC faz mesmo só a partilha dos ficheiros em rede.
      Disco remoto, podes ligar um ao OpenELEC (aparece dentro da pasta Media). Podes usar até um disco/pen ligado a um router que tenha porta usb, ou um NAS, ou mesmo a partir do teu computador pessoal. Inúmeras possibilidades...

      3 - Aqui precisas de ter mesmo um servidor NFS na rede de casa.

      Experimenta colocar a /Storage do OpenELEC dentro de uma penUSB rápida ou de um disco rígido externo auto-alimentado usando os modos de overclock Medium/High ou mesmo Turbo, a performance sabe ;)

      Eliminar
    2. Boas,

      Adquiri um rpi e tenho o openelec (xmbc - frodo) a rolar sem grandes problemas. O que se passa e me traz aqui é que nem sempre consigo compartilhar o rpi na rede. Tenho o samba activado on boot...e da primeira vez que arrancou apareceu tudo, depois deixou de funcionar.... já experimentei meter o ip, e nem nada.... qdo faço ver rede, não aparece sequer na rede, mas consigo fazer ping e está ligado ao router por LAN. Esgotei todas as minhas opções e queria saber se alguém me pode ajudar :)

      Obrigado

      Eliminar
  25. Olah sou eu de novo...rsrsr :-)
    Quando vc mencionou que os Raspis de 512M criam um um ficheiro com o nome de System...
    No caso o meu nao existe... :-( Pode ter alguma coisa errada ?
    Quando eu acesso via ssh a respostas dos comandos sao um tanto devagar ... isso eh normal ?

    Fiz as alteracoes que vc mencionou no overclock e ele passou de 700Mhz para 900Mhz... mas a temperatura esta +h um pouco elevada....

    Grato,
    Luis Ferreira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com o OpenELEC a correr na RAM (RPi 512mb) acedes por ssh e na directoria /dev, esta lá o ficheiro SYSTEM.

      Overclok é igual a subida de temperatura ;)

      Eliminar
  26. Quando eu vou aceder ao pi utilizando o putty da-me connection refused , o que se passa?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verifica se tens o "ssh enable" nos settings do addon do OpenELEC.

      Eliminar
  27. Olá, grato por toda ajuda! Consegui instalar o meu tudo ok aparentemente, porém quando coloco um HD Externo de 1T da Hitachi o mesmo não abre, esse hd é um daqueles que vem com apenas um cabo que já alimenta a energia pelo usb, estou usando uma fonte do Iphone para ligar o RPi, coloquei um HD de Desktop ligado a um adaptador que vem com fonte ele apareceu. Será que não conseguirei ligar o meu HD Externo nele?
    Obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que consegues... mas seja o HD de 2.5" ou 3.5" tens sempre que liga-lo ao RPi auto-alimentado. Ou seja o Hd têm que ter alimentação própria.

      Caso seja um HD de 2.5" (sem transformador) terás que obrigatoriamente usar um HUB USB 2.0 auto-alimentado e deste modo já consegues ligar tudo.


      Na pasta Media encontras depois o disco montado. Aconselho-te a formatares o disco em ext4 no caso de usar o disco bastante em leitura e escrita.

      Em NTFS também roda bem, mas se for para escreveres ocupa mais o processamento no RPi ;)

      Eliminar
  28. NUNO! Parabéns cara, pela sua atenção nas respostas, sou grato pela sua ajuda.
    Uma coisinha sobre os HDs, eu peguei um HD 3.5 com alimentação externa e pluguei no RPi, formatei nos dois modos primeiro em NTFS e depois em Ext4, nas duas vezes coloquei alguns filmes e mp3, tanto em um modo quanto no outro eles apreciam na lista quando eu ia em Vídeos - Arquivos e Adicione Vídeos / Estou querendo adicionar a minha lista de filmes, vi em diversos tutos pelo Youtube a opção de adicionar origem, em Vídeos essa opção não aparece pra mim. Dai seleciono Adicione Vídeos vou em NAVEGAR mas não aparece ali o meu HD, aparece HDHomerun... Raiz, Rede Win.. etc, mas nada do meu HD Externo...
    A pergunta é... Como faço pra apontar o HD precisamente a pasta onde ficam meus vídeos? Será que tenho que montar esse hd? não entendo bem isso, o HD aparece na primeira lista, quando seleciono ele ele entra na pasta até chegar o filme, não me deixa escolher a pasta como diretório.
    Uff, desculpa pela bagunça das palavras, mas estou precisando muito de resolver isso, fechei um compromisso com um amigo e só falta isso. Obrigado mais uma vez.

    ResponderEliminar
  29. Opá! quanto a pergunta anterior, já consegui resolver, dentro da Pasta Raiz, tem uma pasta chamada media e la dentro achei o HD externo, depois disso só foi selecionar a pasta com meus filmes e clicar em OK. Mas isso com um HD com alimentação externa, comprei uma fonte de 5V 2A , assim que chegar em casa vou verificar se consigo ligar meu HD de 1tb alimentado pelo usb, tomará que sim.
    Grato mais uma vez.

    ResponderEliminar
  30. Mais uma vez a saga do HD externo sem fonte de alimentação: Comprei uma fonte de 5V 2A ela liga direitinho o RPi, porém ao ligar o HD externo ele começa a fazer uns barulhos no hd (uns tec, tec) e não entra no Openelec, quando desplugo o USB do HD ele entra no Openelec ... Alguma sugestão por favor, tenho que usar de qualquer maneira esse sistema com um HD externo sem alimentação externa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adriano tens que usar um HUB USB 2.0 com transformador pelo meio como já disse no comentário anterior.

      Nesse HUB é que ligas diretamente o HD. Depois do HUB ao RPi ligas com um cabo USB proprio que vêm junto com o HUB. Se quiseres podes depois também ligar o RPi (alimentação) ao HUB já que normalmente eles têm pelo menos 4 portas usb livres ;)

      Eliminar
  31. Olá Nuno, suas dicas e seu blog me salvaram, porém peço mais uma vez sua ajuda e aos demais.
    Seguinte, consegui fazer minha máquina Mac Osx e Ruindows lerem o HD externo espetado no meu RPi, consigo entrar com o ip/media e lá estão meus filmes, porém quero poder da minha máquina Osx ou Windows gravar novos filmes dentro da minha pasta Filmes do meu HD, mas ele diz que o disco está cheio que não há espaço, sendo que só tenho 3 filmes mkv dentro do meu HD de 1Tb. O que tenho que fazer e como fazer?
    Mais uma vez grato pela sua atenção.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Humm..., usas a mais recente versão do OpenELEC 3.1.7? Não sei se é algum bug e também não sei se consegues resolver isso activando alguma coisa nos settings do XBMC.

      Mas consegues resolver isso do seguinte modo:

      Entras em ssh e crias permissões de leitura e escrita para o disco (imaginando que é o sda) é este o comando:

      chmod 777 -R /dev/sda &

      Se ainda depois não der diz qualquer coisa ;)

      Eliminar
    2. Olá Nuno, mais uma vez obrigado. Então, estou usando a versão 3.1.7 sim. Não sei como faço pra entrar no SSH como diz, eu removo o cartão SD e vejo isso pelo windows como assim? Não tenho Linux, tenho um Mac Mini e um laptop com windows como seria isso de dar o comando para que ele possa gravar.
      Mais uma vez grato, aos poucos estou conseguindo com sua ajuda montar meu HTMC.

      Eliminar
    3. Nuno, acabei de ver uma coisa. Abri o meu Finder do MacMini e digitei Command+K e abri a conexão com o diretório do meu hd, quando eu colo algo com até 10mb ele deixa colar, copiei música por música , agora uma certa música com mais de 10mega ele diz que não há espaço suficiente, o mesmo acontece pra outros arquivos de vídeo o que pode estar havendo?

      Eliminar
    4. Isso é muito estranho e acho que pode ser algum problema do OpenELEC. Sugiro que faças um downgrade para outra versão e voltes a tentar. Isso esta descrito no PASSO 9 deste artigo.

      A maneira mais facil é largares os quarto ficheiros (dentro da pasta TARGET) dentro da pasta UPDATE pela rede ou no cartão (.update)

      Como tens problemas na rede, tenta ligar-te por sftp com o filezilla. Colocas o numero do ip do rpi, user e pass é openelec e a porta é a 22

      Coloca os ficheiros dentro da pasta .update.

      Deste modo também podes tentar mandar para lá ficheiros a ver se não tens os problemas de falta de espaço que dizes. Mandas para a pasta Media, lá dentro estará o teu disco USB ;)

      Mas faz um downgrade para uma versão anterior ou para a versão stable, a 3.06 ;)

      Eliminar
    5. Depois disto foi ao forum do OpenELEC e esse é um problema comum da versão 3.1.7.

      Ou esperas pela nova versão, ou fazes um downgrade para uma anterior.

      Eliminar
  32. bom dia,

    estou com uma duvida, o OpenElec (RPi) não le ficheiros com formato .Vob? pelas minhas pesquisas e necessário comprar uma licença a RPi? http://www.raspberrypi.com/mpeg-2-license-key/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim é isso. Para leres DVD/ISO ou MPEG2 tens que comprar a licença nesse link. É bastante barata.

      Depois só tens que adicionar a chave que recebes por e-mail no ficheiro config.txt

      Eliminar
  33. acaba por ser uma ajuda aos direitos de autor.....

    Obrigado pela resposta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, é mesmo para pagar o custo das licenças de uso dos codecs por descodificação por hardware.

      A fundação do RPi, na altura cortou em tudo e mais alguma coisa para poder vender o raspberry a 35 dólares ;)

      Eliminar
  34. Muitos parabéns pelo posto, ajudou imenso, apenas estou a ter dificuldade em aceder a pastas partilhadas pelo Windows quando adicionar a fonte... Sabe-se dizer se é necessário alguma configuração? Muito obrigado

    ResponderEliminar
  35. precisava de bloquear um ficheiro de configuração de um addon contra escrita, porque as vezes o pi bloqueia e essas configurações desaparecem, é possivel?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. N sei mas já agora por acaso tens o openelec num cartão classe 4? Se sim passa p classe 10 ou mete o sistema na usb

      Eliminar
  36. Nuno pereira Gostaria de colocar duas questoes que ainda nao tive resposta em nenhum site, o meu rasp com openelec esta ligado 24h por dia mas quando vou no dia seguinte para o usar esta sem ligaçao a rede wifi e tenho que o reiniciar para voltar a apnhar rede, ou seja a rede aparece mas da erro ao connectar. alem disso nunca apareceu na minha rede domestica a partilha de ficheirosmesmo tendo o samba activo. alguma dica?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já tentaste com uma versão atualizada do OpenELEC?
      Tens o adaptador de rede wifi ligado diretamente ao Pi e só com a alimentado deste ?

      Eliminar
  37. Ola Nuno e desde já parabéns pelo teu excelente blog,

    Sabes me dizer se num único RPi com OpenELEC é possível ligar uma placa USB DVB-T e assistir directamente aos canais da TDT pela opção "TV ao Vivo"?

    Eu já activei a funcionalidade "TV ao Vivo, através do Cliente PVR "Tvheadend HTSP Client". Contudo no OpenELEC eu não sei se é possível instalar a placa USB TDT (DVB-T)! No RaspBMC sei que é possível mas neste não sei, e das pesquisas que fiz não encontrei nada...

    Cumpts

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá e obrigado pelo comentário...

      No OpenELEC é possível instalar placas de tv, alias até existe suporte para bastantes... vê aqui:

      http://wiki.openelec.tv/index.php/Supported_TV_Tuners


      Eu tenho uma destas :

      http://www.ebay.co.uk/itm/280731328524#ht_3992wt_879?clk_rvr_id=618196523008&afsrc=1

      Funciona, mas nunca testei isto mais a serio ;)

      Eliminar
    2. Obrigado Nuno,
      Foi mesmo isso, instalei o addon que está no repositorio do OpenELEC e depois via web (http://rpi-ip:9981) configurei a placa DVB-T e activei a funcionalidade "TV ao Vivo" no xbmc.
      Ficou tudo a funcionar bem e a configuração é bastante facil.

      Cumprimentos e continua com este excelente blog ;-)

      Eliminar
  38. pessoal alguem preciso de ajuda meu openelec não esta conseguindo conectar com o notebook windows 8.1 via rede smb , alguem pode me ajudar ?

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Popular no Blogue: