Avançar para o conteúdo principal

A Super Multi-Pen USB: 1ª Parte

E nesta primeira parte da Super Multi-Pen USB, vamos instalar o GRUB e o primeiro ISO na pen com o NetbootCD...


E o que é o GRUB:

O Grub é um multi-boot loader que serve para carregar sistemas operativos instalados nas maquinas de modo a que permita um dual-boot em que o utilizador escolhe qual o sistema que pretende iniciar.

E o que é o NetbootCD:

O NetbootCD é um live CD de Linux que permite correr instaladores de rede de algumas das principais distribuições de Linux. Com o NetbootCD e com acesso Web, conseguimos sempre instalar um sistema operativo completo e actualizado para o disco rígido sem precisar de qualquer CD!

E o primeiríssimo passo passa mesmo por instalar o GRUB na penUSB. Eu faço isto a partir do Ubuntu ou derivados na consola, e com uma pen formatada em FAT32.

1 - Verifico a montagem da pen no Ubuntu com o comando df:


A minha pen esta montada em /media/nasp/fat32-boot no dispositivo /dev/sdb1 que e a primeira partição da pen.

2 - Então na consola digito o seguinte para instalar o Grub na pen:

sudo grub-install --force --no-floppy --root-directory=/media/nasp/fat32-boot /dev/sdb




Se abrirem agora a partição da pen deverão encontrar uma pasta com nome boot e com o GRUB instalado dentro.

3 - Agora precisamos criar um ficheiro chamado de grub.cfg dentro da pasta /boot/grub que é essencial para adicionarmos mais tarde os ISOs e os sistemas com as instruções de arranque. Podem utilizar um editor qualquer de texto mas aqui eu vou utilizar o nano:

sudo nano /media/nasp/fat32-boot/boot/grub/grub.cfg

E com o ficheiro aberto coloquem dentro o seguinte...

set timeout=10
set default=0

Fechem gravando o ficheiro grub.cfg.

Passemos para a parte do NetbootCD:

Para a instalação do NetbootCD vamos criar primeiro uma pasta dentro da pasta boot da pen. Essa pasta e onde vamos colocar algumas ISOs como o NetbootCD. Eu criei e dei o nome a pasta de boot-isos. Localizada então em  /media/nasp/fat32-boot/boot/boot-isos

Agora obviamente passem pelo site do NetbootCD para descarregarem a ISO colocando-a dentro da pasta boot-isos: ( A data do artigo e a versão 5.3 a ultima)

cd  /media/nasp/fat32-boot/boot/boot-isos
wget http://downloads.tuxfamily.org/netbootcd/5.3/NetbootCD-5.3.iso

4 - Este quarto e ultimo passo passa por adicionar ao ficheiro grub.cfg os parâmetros para boot da ISO do netbootcd:

sudo nano /media/nasp/fat32-boot/boot/grub/grub.cfg

E adicionem as seguintes linhas gravando depois o ficheiro:

 menuentry "NetbootCD 5.3" {
  loopback loop (hd0,1)/boot/boot-isos/NetbootCD-5.3.iso
  linux (loop)/boot/kexec.bzI --
  initrd (loop)/boot/nbinit4.gz
}

E pronto na pen USB que funciona agora igual a um disco de arranque, temos já o NetbootCD. E com ele conseguimos deixar nos PCs de familiares e amigos o Ubuntu ou outra distribuição de Linux instalada ehehe ;)

Na próxima parte desta Super Multi-Pen USB, vamos continuar a adicionar sistemas no arranque da pen com dois métodos diferentes mas fáceis para o OpenELEC. Fiquem atentos ;)

Comentários

Mensagens populares:

Linha de comandos: SED

Já me ocorreu ter que adicionar valores alfanuméricos em todas as linhas de um ficheiro de texto. Dependendo do numero de linhas esta pode ser uma das tarefas manuais em que desistimos logo antes de começarmos. Ou não se utilizarmos então o comando sed.
Através da consola de linux, o comando sed permite adicionar letras ou outros valores alfanuméricos antes ou depois das linhas de texto já previamente escritas num determinado ficheiro.
Ex: Em cada uma das linhas do ficheiro lista.txt, eu pretendia adicionar no inicio o seguinte (Inicio da linha). Com estas alterações a ficarem num novo ficheiro com o nome de "nova_lista.txt":
sed 's/^/Inicio da linha/' lista.txt > nova_lista.txt Com o mesmo exemplo mas para o final da linha:
sed 's/$/Fim da linha/' lista.txt > nova_lista.txt Também podemos combinar tudo num único comando que seria assim:
sed "s/.*/Inicio da linha&Fim da linha/" lista.txt > nova_lista.txt O resultado do ficheiro nova_lista…

The Zero Terminal (Portable Pi Zero W)

Há projectos do caraças e este Zero Terminal é um daqueles que faz todo o sentido quando utilizado com o novo Raspberry Pi Zero W!

Com um tamanho de um iPhone, têm ecrã de 3.5", uma bateria de 1500 mAh, HDMI Out e um teclado QWERTY completo deslizante. Só porque sim, quero um ;)

Fonte (AadM)