Avançar para o conteúdo principal

Overclock do Raspberry Pi 2 e primeiras impressões...

Este novo modelo Raspberry consegue ser um produto ainda melhor na relação "custo-beneficio" que o primeiro modelo foi há três anos atrás!


Se vale a pena ou não o upgrade para este novo SoC Quad-Core ? Eu acho que sim. Sobretudo para quem o usa como Media Center com o Kodi, ou ainda mais se pretendem ligar-lhes um teclado e um rato para um desktop com a distribuição oficial do Raspbian.

Tenho os meus "dois" novos Raspberry a cerca de uma semana e do que já testei, confirmo que este novo modelo é bastante mais rápido. No OpenELEC a navegação nos menus do Kodi acontece sem atrasos e agora até podemos usar outros skins bem mais pesados e que puxam mais recursos como o Aeon Nox. Ainda no OpenELEC e com o addon do RetroArch já corri alguns jogos da PlayStation como o Tekken 3 nuns fantásticos 50 a 60 fps!!

Já no Raspbian, abrir o Libreoffice ou o Gimp também se faz sem aborrecimentos. E navegar na web com o Epiphany-Browser, é agora um experiencia que vale bem a pena neste pequeno computador.

Embora não veja ainda como uma necessidade, o overclock deste novo modelo também já é possível de forma oficial na "raspi-config". Com as seguintes definições aplicadas no ficheiro config.txt:

arm_freq=1000
core_freq=500
sdram_freq=500
over_voltage=2
force_turbo=1


Sem overclock este novo Raspberry funciona de forma dinâmica entre os 600MHz e os 900MHz. Com estas definições, colocamos o Pi a trabalhar sempre numa frequência de 1000MHz.

Comentários

  1. Nuno, umas perguntinhas.

    Vale apena investir no Pi 2 ou partir para um ODROID-C1?

    Como está o desempenho do Pi 2 em rede com samba?

    PS: O Pi têm, tinha dois grandes defeitos para mim, mesmo usando um sistema pequeno; um é o compartilhamento da Ethernet, outro era os 512 de RAM. Uso o Pi Core, modificado, como sistema e a "turma" do Tiny Core está a desenvolver uma verão armv7.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ODROID-C1 é melhor em hardware. Mas qualquer um dos modelos do Raspberry têm melhor suporte e em termos de media center se for o caso o Pi esta muito melhor atualmente que o C1.

      C1 o que têm de bom além rede Gigabit é o suporte para H.265.

      O RPi2 em termos de rede samba é mais rapido mesmo com a placa igual ao anterior modelo porque este com mais "músculo" desenrasca-se bem melhor.

      Eliminar
    2. Obrigado,

      Acho que vou de Pi 2 mesmo já que o objetivo é um servidor de arquivos/backups, sem pretensões a ser media center.

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares:

Linha de comandos: SED

Já me ocorreu ter que adicionar valores alfanuméricos em todas as linhas de um ficheiro de texto. Dependendo do numero de linhas esta pode ser uma das tarefas manuais em que desistimos logo antes de começarmos. Ou não se utilizarmos então o comando sed.
Através da consola de linux, o comando sed permite adicionar letras ou outros valores alfanuméricos antes ou depois das linhas de texto já previamente escritas num determinado ficheiro.
Ex: Em cada uma das linhas do ficheiro lista.txt, eu pretendia adicionar no inicio o seguinte (Inicio da linha). Com estas alterações a ficarem num novo ficheiro com o nome de "nova_lista.txt":
sed 's/^/Inicio da linha/' lista.txt > nova_lista.txt Com o mesmo exemplo mas para o final da linha:
sed 's/$/Fim da linha/' lista.txt > nova_lista.txt Também podemos combinar tudo num único comando que seria assim:
sed "s/.*/Inicio da linha&Fim da linha/" lista.txt > nova_lista.txt O resultado do ficheiro nova_lista…

The Zero Terminal (Portable Pi Zero W)

Há projectos do caraças e este Zero Terminal é um daqueles que faz todo o sentido quando utilizado com o novo Raspberry Pi Zero W!

Com um tamanho de um iPhone, têm ecrã de 3.5", uma bateria de 1500 mAh, HDMI Out e um teclado QWERTY completo deslizante. Só porque sim, quero um ;)

Fonte (AadM)