Avançar para o conteúdo principal

MotionPie - Videovigilância no Raspberry Pi

Agora começa já a não existirem desculpas para montarmos um sistema de videovigilância no Raspberry Pi com este soberbo MotionPie!

E MotionPie é um pequena distribuição de Linux, (cerca de 200mb) para o Raspberry Pi que usa o software motion em conjunto com o motionEye que é o interface web de visualização e configuração. Este sistema operativo não é baseado no Raspbian, pois é gerado através da ferramenta Buildroot.

O MotionPie é bastante recente e encontra-se ainda numa fase de constantes atualizações não deixando de estar apto já a ser utilizado. Eu já tive a oportunidade de o experimentar e fiquei maravilhado com o que vi ;)


Com este MotionPie podemos controlar varias câmeras com o Raspberry Pi. Tirar fotografias ou filmar movimentos detectados, guardar os ficheiros no cartão, na USB ou até em pastas partilhadas na rede. Alertas por e-mail, download dos ficheiros gravados via HTTP a partir do seu interface web e ainda definições de quanto tempo as capturas ficam disponíveis sem serem apagadas automaticamente para gestão de espaço. 

E além da câmara do pi, e das varias câmeras que podemos ligar por USB, o MotionPie também controla (grava a imagem) de outras câmaras por IP!!!.  ;)



Enfim um serie de opções que fazem deste MotionPie um dos melhores projetos que já testei no Raspberry Pi. A manter debaixo de olho ;)

Download e instruções aqui para uso do MotionPie

Comentários

  1. Já tenho este sistema de videovigilância no Raspberry Pi à algum tempo (5 estrelas) e já passei pelo zoneminder ... mas até agora este motionpie é o melhor .Já experimentou com ipcam com compressão H264 em vez de MJPEG?
    Luis

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não ainda não experimentei... mas cada vez tenho mais vontade de experimentar este MotionPie ;)

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares:

Linha de comandos: SED

Já me ocorreu ter que adicionar valores alfanuméricos em todas as linhas de um ficheiro de texto. Dependendo do numero de linhas esta pode ser uma das tarefas manuais em que desistimos logo antes de começarmos. Ou não se utilizarmos então o comando sed.
Através da consola de linux, o comando sed permite adicionar letras ou outros valores alfanuméricos antes ou depois das linhas de texto já previamente escritas num determinado ficheiro.
Ex: Em cada uma das linhas do ficheiro lista.txt, eu pretendia adicionar no inicio o seguinte (Inicio da linha). Com estas alterações a ficarem num novo ficheiro com o nome de "nova_lista.txt":
sed 's/^/Inicio da linha/' lista.txt > nova_lista.txt Com o mesmo exemplo mas para o final da linha:
sed 's/$/Fim da linha/' lista.txt > nova_lista.txt Também podemos combinar tudo num único comando que seria assim:
sed "s/.*/Inicio da linha&Fim da linha/" lista.txt > nova_lista.txt O resultado do ficheiro nova_lista…

The Zero Terminal (Portable Pi Zero W)

Há projectos do caraças e este Zero Terminal é um daqueles que faz todo o sentido quando utilizado com o novo Raspberry Pi Zero W!

Com um tamanho de um iPhone, têm ecrã de 3.5", uma bateria de 1500 mAh, HDMI Out e um teclado QWERTY completo deslizante. Só porque sim, quero um ;)

Fonte (AadM)